Para realizar as projeções do Maria José, o lançamento mais esperado de Indaiatuba em 2018, vamos realizar uma análise de parâmetros.

Por que os parâmetros são importantes? Porque eles são a melhor maneira de projetar o posicionamento de mercado que o empreendimento vai tomar, o que ajuda a estimar o desempenho das vendas e o potencial de valorização.

Os dois principais parâmetros são claros: Maria Dulce e Dona Lucilla. Terrenos de 300 m² em uma localização premium. Perto do melhor do Parque Ecológico e do centro de Indaiatuba.

 


Ambos foram sucesso de vendas. Porém, há uma diferença relevante: o timing. Enquanto que o primeiro foi lançado em momento favorável do mercado, o Lucilla encarou o início da crise brasileira. Não foi acaso que o mais antigo registrou uma forte valorização nos seus preços, de mais de 40% em cerca de 2 anos.

O Maria José, por sua vez, vai pegar a retomada da economia, com taxa de juros baixa, o que deve influenciar na volta do mercado imobiliário como uma das principais opções de investimento, principalmente em Indaiatuba. Assim como era na época do Maria Dulce.

E o Maria José terá uma vantagem comparativa: o número de lotes. Enquanto o Maria Dulce possui 375 lotes e o Lucilla 437, o Maria José terá 539. Como você pode desconfiar, quanto maior o número de lotes, menor tende a ser o valor da taxa de condomínio.

Então através da análise de parâmetros, chegamos a 3 importantes projeções: alta probabilidade de ser sucesso de vendas, potencial de valorização nos preços e tendência de taxa de condomínio menor do que os concorrentes.