Para muitos, reformar imóveis é sinônimo de dor de cabeça. Porém, se a reforma for bem planejada e organizada, os problemas podem ser minimizados e a sensação, após a reforma, semelhante à de um imóvel novinho. Confira estas 5 dicas que a Visão Imóveis preparou e tenha uma reforma tranquila, produtiva e com resultado além das expectativas.
 
1) Defina o objetivo da reforma. O imóvel será utilizado por você e sua família ou será disponibilizado para locação e venda? Na segunda situação, os materiais a serem escolhidos não devem partir do gosto pessoal, e sim,serem pautados por cores e tons mais neutros e sem muitas variações. Por exemplo, a utilização de uma pastilha vermelha, por mais que você ache que ficou muito bonita, pode influenciar a rejeição de um potencial inquilino ou comprador.

 
 
Camila Fleck Arquitetura
 

2) Faça um planejamento detalhado. Investir seu tempo antes de iniciar é essencial para evitar desperdícios e minimizar gastos financeiros desnecessários. Pare e pense sobre tudo o que será necessário na reforma, levando em consideração os materiais a serem utilizados e seus respectivos custos. Não se esqueça de acrescentar a estes custos uma porcentagem para imprevistos. Caso seja possível, é altamente a consulta a profissionais especializados para esta etapa.
 
 
Clique Arquitetura (A)
 

3) Atenção com a parte hidráulica e elétrica.  Com exceção de quando a reforma não se basear apenas em troca de revestimentos ou layout dos móveis, saiba que será preciso contratar mão de obra qualificada para lidar com a parte hidráulica e elétrica do imóvel. Esta etapa é ainda mais importante no caso de imóveis comerciais, para evitar que seu o trabalho do seu empreendimento não seja prejudicado durante a execução da reforma. Portanto, procure profissionais de boa reputação com amigos e familiares e consulte-os antes mesmo de iniciar as mudanças.
 
 
Clique Arquitetura (B)
 

4) Invista seu tempo na escolha dos materiais. Os materiais aplicados serão fundamentais para dar um toque especial aos ambientes reformados. Especialmente se você for utilizar o imóvel como residência, os revestimentos e materiais possuem o potencial de deixar o imóvel com a sua cara. Converse com o seu profissional ou pesquise quais são os revestimentos que combinariam com o seu estilo e seu espaço. Considere, também, o seu orçamento, a mão de obra utilizada e o tempo disponível.
 
 
Natalia Noleto
 

5) Aproveite para mudar alguns móveis também. Se estiver com um pouco de tempo disponível e estiver pensando em não comprar novos móveis, uma bela alternativa é ousar com os móveis antigos. No exemplo abaixo, para chegar ao resultado final após as mudanças só foi preciso tinta e criatividade, dado que o móvel encontrava-se em com bom estado de conservação.
 
 
Catraca Livre
 
 
 
 
Referências:
 
Camila Fleck Arquitetura:
http://www.camilafleck.arq.br/v1/index.php/interiores-residenciais/58-antes-e-depois-reforma
 
Catraca Livre:
https://economize.catracalivre.com.br/faca-voce-mesmo/confira-50-ideias-para-renovar-moveis-antigos-e-dar-cara-nova-ao-lar/#
 
Clique Arquitetura (A):
 http://www.cliquearquitetura.com.br/artigo/reforma-aposte-no-planejamento.html
 
Clique Arquitetura (B): 
http://www.cliquearquitetura.com.br/artigo/reforma-aposte-no-planejamento.html
 
Natalia Noleto:
http://www.natalianoleto.com.br/my-top-5-de-umareforma/
http://www.natalianoleto.com.br/10-dicas-sobre-pastilhas-vamos-reformar/